dinheiro

O que o dinheiro representa ??? Poder, Maldição ou Bênçãos

O dinheiro só é poder quando existente em quantidades desproporcionadas.

― Honoré de Balzac

 

Estamos em um mundo prático, somos avaliados pelo que possuímos e raramente pelo que representamos, estamos na era do TER para ser respeitado e não SER o próprio respeito. Falar destas questões é um tanto quanto difícil, pois, soará como um lamento, mas, não é este o propósito desta publicação, na verdade a única força que me move para escrever sobre esta questão é uma tentativa de mostrar uma face mais suave para o dinheiro, uma face que não seja, de um discípulo traindo um mestre da humanidade por algumas moedas, ou qualquer outro escândalo envolvendo grandes quantidades de uma moeda qualquer, para obtenção de benefícios, que trarão a um numero reduzido de afortunados uma outra enorme quantidade de uma moeda qualquer…

Convido a vocês para elevar seus pensamentos e refletir qual o tipo de beneficio o dinheiro pode proporcionar na sua vida hoje. Isso mesmo ! O que você esta precisando hoje ? Se é que você realmente precisa de algo hoje.

Imaginem que por uma razão misteriosa todas as pessoas no planeta conseguissem o que precisam durante o dia de hoje. Amanha também, e depois de amanhã, não estou falando de luxos ou bens supérfluos, estou falando do que realmente precisam, moradia, alimentação, roupas para se agasalhar (não precisa ser Versace). Difícil imaginar ?

Bom mas se este milagre acontecesse, qual seria o valor das fortunas guardadas a sete chaves pelos grandes poderosos do planeta ?

Afinal as humildes famílias africanas ou sul americanas estariam em pleno equilíbrio, já que não os faltaria absolutamente NADA. Quem seriam os mais felizes ? Quem teria mais motivos para celebrar, agradecer e viver plenamente ?

Bom chega de perguntas ao estilo John Lennon, afinal ele realmente era um sábio mas, já se foi e nosso propósito é apenas desmistificar o dinheiro, tira-lo da condição de malfeitor e inimigo da humanidade para condição de simples moeda que deveria girar para atender as necessidades de muitos em troca da força de trabalho.

Quando acompanhamos o noticiário, principalmente aqui no Brasil, onde estamos vivendo um momento muito delicado, envolvendo nossa classe política, invariavelmente nos deparamos com descobertas de grandes quantidades de dinheiro enviadas a paraísos fiscais por tubarões da política ou gente ligada a grandes empresas que prestam serviços ao poder público. Ao identificarem os responsáveis, constatamos que em sua grande maioria são senhores acima dos 60 anos que, já tem um patrimônio capaz de sustentar a sua família por várias gerações , mas ainda assim, ele tira de circulação uma quantidade espantosa de dinheiro e o aprisiona em um paraíso fiscal. Qual será o propósito desta poupança nefasta ?

É quase certo que ele não viverá o suficiente para conseguir gastar este dinheiro, mas  o tira de circulação, tirando assim também a possibilidade de gente como eu, você ou qualquer outro pobre mortal de conquistar parte desta riqueza. Amigos, existe uma grande quantidade de dinheiro, que poderia estar circulando, gerando trabalho e riquezas, suprindo necessidades e abrandando a fome de muitos, mas não….. Está aprisionado em cofres sabe-se lá em que paraíso fiscal, ou inferno MORAL.

Da mesma forma os especuladores e grandes investidores que nada produzem, apenas mudam enormes quantidades de dinheiro de lugar, pois, afinal sabem exatamente onde aplicá-lo para gerar mais e mais deste recurso que quase nunca é colocado em circulação e apenas pequenas quantidades são aplicadas em produção,  gerando trabalho e renda o que seria uma forma mais justa de redistribuir o dinheiro.

Enquanto isso, trabalhadores em sua grande maioria vendem o seu tempo  (8 a 12 horas por dia de trabalho) por uma porção de dinheiro que quase sempre não é suficiente nem mesmo para garantir suas necessidades mais básicas. São milhares de milhões de pessoas que deixam seus filhos, abrem mão de quase tudo que amam, para sair de casa todo dia, cumprir sua jornada e ao final do mês receber sua quota de dinheiro e com ela sequer conseguir sustentar sua família com dignidade.

Mas neste universo de trabalhadores também existem os mais afortunados que da mesma forma vendem seu tempo, mas alguns  conseguem prover seu sustento com certa dignidade, outros poucos conseguem até acumular alguns bens e  existem até os que conseguem ascender classes sociais e possuírem bens de alto valor. Então diante desta visão, os menos afortunados percebem que é possível conquistar algo. Aumentam seus esforços e colocam esta nova condição social como principal meta de sua existência e é exatamente esta luta que mantém viva as grandes fortunas. É a vontade de comprar um carro igual ou melhor do que o vizinho ou uma casa melhor que a do seu primo, “afinal também sou capaz”.

Esta luta faz com que muitos se acotovelem para subir na pirâmide social e muitos deles não conseguem , por não possuírem as credenciais que o mercado exige ou a educação formal que é exigida no currículo.

E assim, continuamos atrás de sonhos que são mostrados em TVs  de tela grande pelas cidades, veículos, faculdades, diplomas, cursos de línguas, roupas que impõe respeito, ou seja, continuamos a acreditar que somente poderemos ser plenos e felizes se comprarmos este ou aquele objeto. Continuamos a sustentar a pequena minoria de afortunados que são detentores de muito capital e ficam mostrando para todos como são superiores e podem ter tudo que quiserem. Chegam a demonstrar espírito humanitário e constroem FUNDAÇÕES que levam seus nomes e assim já se elevam a condição de filantropos (Seres realmente superiores).

Mas se a minha primeira provocação acontecesse de verdade e por algum motivo, todos forem abençoados com o que realmente precisam, nada mais, apenas o que precisam, alimentos, roupas, moradia e muita dignidade. Quem precisaria de Filantropos ?

Então na minha humilde opinião a questão da distribuição de renda no mundo é muito mais complexa do que a maioria imagina, na realidade o que sustenta este mundo capitalista e consumista não são os que têm tudo, mas os que têm muito pouco ou nada tem. Estes menos afortunados, são os que verdadeiramente sustentam esta vertiginosa pirâmide onde no topo estão os que se aproveitam desta cobiça e oferecem aos que estão embaixo o que eles mais querem. Esperança de poderem conquistar tudo que é exibido pelos holofotes do mundo consumista.

Prezados leitores, em dias como hoje onde vemos famílias entrando em uma loja e saindo com uma TV de 60 polegadas e um carnê na mão que ira consumir boa parte de seu orçamento mensal, pensando neste momento que estão adquirindo uma parte de sua felicidade.

Que tipo de consciência foi implantada na cabeça daquele chefe de família para que ele possa acreditar que este ato trará mais dignidade a sua família frente a comunidade que ele vive? Mas é assim mesmo, afinal os vizinhos vão querer ver a nova aquisição. Brevemente outro irá com sua família a mesma loja comprar a mesma TV e levar para casa um carnê igualmente gordinho.

Mesmo que o milagre aconteça de todos serem supridos com suas necessidades, o mundo certamente não deixará de ser consumista, pois assim sobrará mais do pouco para adquirir mais do supérfluo.

Talvez a mudança primordial, seja a mudança de consciência e esta é uma questão um pouco mais complexa, afinal não existem propagandas de televisão incentivando a ter uma consciência mais elevada. Nenhum empresário ousaria a propor algo assim, afinal quem iria vender Iphone 7 em um mundo  repleto de pessoas conscientes e elegantemente espiritualizadas?  Isso não faria muita diferença para estas pessoas, afinal telefone é para dar recado, é para marcar encontros onde as pessoas possam se ver, se abraçar e se amar e para isso não precisamos de Iphone 7.

abaixo deixo para vocês com a oração do dinheiro, mas para compreende-la de forma plena entendam, que esta não é uma oração para atrair dinheiro, é uma oração que o dinheiro esta fazendo ao SENHOR….. leiam e reflitam.

Rodney Bernardes Vilanova

Oração do Dinheiro

Senhor!

No concerto das forças que te desejam honrar, eu também sou teu servo.

Por me atribuíres o dever de premiar o suor e sustentar o bem, como recurso neutro de aquisição, ando, entre as criaturas, freqüentemente, em regime de cativeiro.

Muitas delas me escravizam para que eu lhes compre ilusões e mentiras, prazeres e consciências.

Noto com mais nitidez minha própria tarefa, cada vez que escuto alguém chorar no caminho, entretanto, quase sempre, estou preso…

Que fiz eu Senhor, para viver encarcerado no sombrio recinto do cofre, como seu eu fora um cadáver importante no esquife trancado da inércia?

Ensina aos que me guardam sem proveito que sou o sangue do trabalho e do progresso, da caridade e da cultura e ajuda-os para que me liberte.

Quase todos eles procuram estar comigo, através da oração, nos templos que abraçam.

Dize-lhes na prece que sou a esperança do lar sem lume. 

Fala-lhes que posso ser o conforto das mães esquecidas, o arrimo dos companheiros caídos em provação, o leite devido aos pequeninos de estômago atormentado, o remédio ao enfermo e o lençol generoso e limpo dos que avizinham do túmulo.

Um dia, alguém te apresentou moeda humilde, empenhada ao imposto público para que algo dissesse e recomendou fosse dado a César o que é de César.

Muito, porém, não perceberam que te reportavas ao tributo e não a mim e, julgando que a tua palavra me condenasse, lançaram-me ao desprezo… 

Não ignoras, contudo, que nasci para fazer o melhor e esteja eu vestido de ouro ou de simples papel, sabes, Senhor, que eu também sou de Deus.

3 comentários em “O que o dinheiro representa ??? Poder, Maldição ou Bênçãos

  1. Ganhar e perder é para todos, nem tudo na vida sai como planejamos e na grande maioria das vezes as pessoas não estão devidamente preparadas para lidar de forma positiva com a abundância do dinheiro.

    A abundância deveria ser para todos, mas infelizmente esta não é a realidade.

    O universo conspira de acordo com a realidade que nós mesmos criamos.

    O “dinheiro” certamente não é o maior valor existente em nossas vidas. O maior valor é o que de melhor podemos fazer com ele, o que de melhor podemos construir e reconstruir.

    O maior desafio do dinheiro em si são os sentimentos e os pensamentos que podemos gerar e criar a partir da abundância dele em nossas vidas…

    “O verdadeiro segredo consiste em não ter medo de não ter.”

    “O ser é muito mais que o ter”.

    Devemos sim resgatar dentro de nós mesmos os valores que o dinheiro jamais poderá comprar: sinceridade, lealdade, amor, amizade, cumplicidade, dignidade, fidelidade.

    उनके लिखे शब्दों को उनके वास्तविक नजरिए का दर्पण हैं।

    1. Obrigado pela contribuição Ana Rosa.
      A ideia da publicação é dar ao dinheiro o valor que ele merece e mais nada, dinheiro serve para nos suprir, na minha opinião não deveríamos atrelar valores morais, ou abrir mão deles para conquistar mais dinheiro. As riquezas que temos devem ser usufruídas e não guardadas em cofres para que a energia do dinheiro possa circular e beneficiar o maior numero de pessoas possível.

  2. O dinheiro jamais irá corromper ou destruir os que descobriram que o que realmeante importa não é o que está do lado de fora, mas o que se encontra dentro de nós, nossa verdadeira riqueza espiritual, onde não deixamos o ego nos dominar.

    Ninguém pode escolher pelo outro, as escolhas são unicamente nossa, nada tem a ver com o dinheiro em si, mas com os nossos valores pessoais e morais, o dinheiro é apenas um meio de se chegar aonde queremos de fato estar.

    É extremamente fácil atribuir a escassez ou abundância do dinheiro a responsabilidade pelo o que até então fomos incapazes de fazer ou pelas atrocidades que viemos a fazer, inúmeras vezes sustentados pelo nosso ego, pelas nossas vaidades pessoais, pela busca constante pelo poder, pelo status social, pela evidência, pelo destaque entre os demais.

    O bom uso do dinheiro é uma questão de escolha, é para poucos que trazem dentro de si uma nobreza de alma, que tem uma visão do outro, percebe seus anseios, desejos, suas buscas, fazendo do dinheiro apenas um meio de se chegar aonde de fato se deseja de forma justa. adequada, sustentável e digna.

    O que se percebe hoje é uma busca desvairada, sem sentido pelo dinheiro: caixas dois, propinas, brigas por heranças de família, casais que diziam se amar e agora se encontram numa disputa acirrada por bens materiais, onde o amor se transforma em ódio, orientados pelo ego.

    O caminho é pessoal, o dinheiro é uma questão de ponto de vista, de caráter, de conceito e valores.

    O dinheiro não é o vilão, nem o herói desta jornada, ele é simplesmente dinheiro, nós somos seres humanos dotados de amor, de sentimento e uma pitada de razão.

    Não deixemos o dinheiro comandar nossas vidas, façamos de nossas vidas uma busca frenética pelo AMOR…

    “Nunca desvalorize ninguém. Guarde cada pessoa perto do seu coração. Porque um dia você pode acordar e perceber que você perdeu um diamante enquanto estava a colecionar pedras”

Deixe uma resposta